EB23 Caniço premiada em Concurso Internacional

Decorreu no passado 12 de outubro, a exibição da curta-metragem “A Mala”, protagonizada por alunos, professores e pessoal não docente da Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos do Caniço, no CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, uma iniciativa do Município de Seia.

Estiveram presentes no evento a mentora do projeto, professora Angelizabel Freitas, e os alunos Diogo Pereira, realizador, e Plácido Meneses, um dos protagonistas do filme. O projeto fílmico “A Mala” foi apresentado pelos alunos, numa sessão com o público, e posteriormente premiada com uma Menção Honrosa tendo o júri assim reconhecido todo o empenho e trabalho realizado na referida escola, no âmbito do clube de TV/Cinema integrado no projeto “Escola Cultural”. O festival contou com a presença de realizadores profissionais, nacionais e internacionais, com quem os alunos tiveram a oportunidade de socializar e partilhar experiências relacionadas com a arte de fazer cinema.  Os dois alunos foram ainda convidados a visitar o icónico “Museu do Pão” e o “Museu dos Brinquedos” tornando esta viagem, segundo o jovem realizador, “memorável e enriquecedora para quem vivenciou o festival e pôde disfrutar da beleza natural e da cultura da Serra da Estrela, sobretudo para quem viajou pela primeira vez, como é o caso do Plácido Meneses.”

Carlos Vieira, professor coordenador do Clube de Teatro da referida escola, e diretor de atores da curta-metragem, mostrou-se muito satisfeito com o resultado e enalteceu a “dedicação e profissionalismo de todos os participantes neste filme, agradecendo particularmente ao pessoal não docente, que muito contribuiu para o sucesso deste trabalho.”, frisou. Angelizabel Freitas, coordenadora do Clube de TV/Cinema, garante que, este ano letivo, haverá nova aposta na curta-metragem sendo esta “uma forma eficaz de desenvolver e promover as competências não só cognitivas, mas também artísticas e socioemocionais dos alunos, descobrindo assim talentos que, muitas vezes, passam despercebidos na sala de aula.”, concluiu.

De relembrar que a curta já tinha vencido o concurso “GEA – Terra Mãe”, na categoria de 2º ciclo, tendo sido também distinguida com os prémios de “Melhor Imagem” e “Escolha do Público” no concurso “Madeira Curtas”, numa abordagem cinematográfica sobre as alterações climáticas, uma das razões pelas quais foi selecionado para o CineEco, este que é o mais antigo festival de cinema ambiental, realizado em Portugal, dedicado à temática ambiental, e que já vai na sua 27ª edição. 

Os comentários estão fechados.

WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: