Semana Promocional do Coração Saudável

Na semana de 02 a 06 de maio, no âmbito do projeto RBES, decorreu no Bar dos alunos a “Semana Promocional do Coração Saudável”.

O médico cardiologista, Dr. José Alves Nascimento aponta cinco conselhos que, se forem seguidos à risca, podem ajudar e prevenir problemas cardíacos/cardiovasculares, além de não fumar ou deixar de fumar. Estes conselhos são: controlar a hipertensão, medir os níveis de colesterol regularmente, controlo da diabetes, comer de forma saudável e prática de exercício físico.

Segundo a Fundação Portuguesa de Cardiologia, dois milhões de portugueses são hipertensos, ainda que só metade o saiba e apenas 25% esteja medicado. A tensão/pressão arterial deverá ser feita com regularidade. “Uma pessoa de 40 anos e que não sofra de hipertensão deve fazer a medição duas a três vezes por ano. Já alguém que tenha um historial de hipertensão na família deve fazê-lo de dois em dois meses”, esclarece o cardiologista.

Estima-se que mais de um terço das pessoas em todo o mundo tenha níveis de LDL (vulgarmente conhecido como “mau colesterol”) elevados no organismo, o que provoca uma deposição de gordura nas paredes dos vasos sanguíneos, formando placas de gordura (placas de aterosclerose) que, com o tempo, podem dificultar a passagem do sangue e levarem a um ataque cardíaco ou a um acidente vascular cerebral (AVC). Por esta razão aconselha-se que seja medido o colesterol total, ou seja, aquele que engloba o LDL, mas também o HDL – o “bom colesterol”, que impede o mau colesterol de se alojar na parede das artérias. Segundo o cardiologista para quem não sofre de níveis de colesterol LDL alto, o controlo deve ser anual. Já para aqueles com fatores de risco e à medida que a idade vai avançando, devem consultar um médico que, tendo em conta todo o historial, indicará qual a periodicidade com que deve medir esses valores.

 O controlo da diabetes é fundamental para manter uma boa saúde do coração. A diabetes acontece quando existe excesso de açúcar no sangue acumulando-se e deteriorando os vasos sanguíneos. Por esta razão, as doenças como a angina de peito, o enfarte agudo do miocárdio e a morte cardíaca súbita são mais frequentes em doentes diabéticos. “É importantíssimo que sejam feitas análises pelo menos uma vez por ano, lembra o especialista.”

Relativamente à alimentação, uma dieta rica em fruta e legumes, com consumo regular de peixe gordo, sendo a carne consumida de forma esporádica e a redução das quantidades de sal utilizadas ajuda a reduzir o risco de doenças do coração. O consumo diário de sal por português estará acima de 10 gramas, quando a recomendação da Organização Mundial da Saúde aponta para cinco gramas diários.

A prática de atividade física ajuda a manter o coração em forma. Segundo dados da Fundação Portuguesa de Cardiologia, dois em cada três portugueses são sedentários e 67% da população pratica menos de uma hora e meia de atividade física ao longo da semana.

O cardiologista José Alves Nascimento agrega assim os pilares que considera fundamentais para promover a saúde cardiovascular: uma alimentação saudável, exercício físico regular e o controlo de patologias como a hipertensão, a diabetes e os níveis elevados de colesterol.

Com esta iniciativa pretendeu-se promover nos nossos alunos, ao longo da semana, hábitos alimentares que contribuam para o bom funcionamento do sistema cardiovascular, através do consumo de pão de sementes com patê de atum (peixe rico em ómega-3), acompanhado de uma laranja, na segunda-feira; bolo de banana com amêndoa, adoçado com tâmaras, na terça-feira; pão de mistura com requeijão e nozes (fonte de gordura saudável), acompanhado de uma maçã, na quarta-feira; hambúrguer de feijão preto (ajuda a descer os níveis de mau colesterol), quinoa (fonte de proteína) e milho na quinta-feira e pão de sementes com alface, ovo e tomate, acompanhado de uma banana, na sexta-feira. Os hábitos criados em criança e jovem ficam para toda a vida, deste modo é nosso objetivo que os nossos alunos interiorizem comportamentos que lhes proporcionarão uma vida longa e saudável.                                                                                                              

Coordenadores do projeto RBES.

Os comentários estão fechados.

WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: